Trabalhos selecionados – X Congresso

Trabalhos aprovados para integrar a programação do Congresso

Trabalhos livres – selecionados pelo Comitê Científico para participar do Banco do Conhecimento

Painel 1 – Desafios para a adoção da gestão estratégica de pessoas na Administração Pública brasileira: caminhos, reputação da área de RH no Setor Público e autonomia das unidades

  1. Gestão estratégica de pessoas no legislativo federal: desafios e possibilidades
  2. Reputação das áreas de recursos humanos
  3. Autonomia das unidades de recursos humanos para desempenho das atividades estratégicas de capacitação

Painel 2 – Em busca de uma gestão estratégica de pessoas no Setor Público: novos olhares, inovação e implementação

  1. Inovação e gestão de pessoas no setor público: necessidade de novos olhares
  2. Fatores interferentes na implementação da gestão estratégica de pessoas em uma empresa pública
  3. Prêmio inova Minas Gerais: uma reflexão sobre a ação de gestão de pessoas que busca valorizar a análise e proposição de inovação dos servidores sobre as políticas públicas do estado de Minas Gerais GT 5 – casos de ensino em Administração Pública

Painel 3 – Liderança, competências e avaliação de desempenho no Setor Público: discussões e casos estaduais

  1. Avaliação especial de desempenho dos servidores públicos do governo do Tocantins – Melhorias e automatização do processo
  2. Implantação do projeto piloto de gestão por competências Imasul-MS
  3. Ação de liderança sustentável: o papel do novo gestor de resultados com pessoas

Painel 4 – Instrumentos de gestão de pessoas em setores específicos de políticas públicas: educação e segurança pública

  1. Gestão de pessoas na educação: organizando e conhecendo o perfil dos profissionais da educação do Amapá
  2. Valorização dos profissionais da gestão escolar através da otimização dos recursos humanos: o caso de Pernambuco
  3. Análise acerca do processo de ingresso de profissionais na carreira de agente de segurança penitenciário no estado de Minas Gerais

Painel 5 – Planejamento da força de trabalho no Setor Público brasileiro: método e boas práticas

  1. Dimensionamento de quadro de pessoal para realizar a gestão de TI dos órgãos do poder executivo estadual de PE
  2. Um método simplificado para dimensionamento da força de trabalho na Administração Pública Federal
  3. Planejamento estratégico de recursos humanos no Setor Público: a experiência da Elo Group

Painel 6 – Recrutamento e seleção de dirigentes públicos no Brasil: reflexões e experiências

  1. Processo seletivo público para escolha de secretário municipal: análise da experiência da cidade de  Londrina/PR
  2. O processo seletivo da alta administração nas agências reguladoras federais
  3. A capitação do alto escalão dos governos: uma comparação dos casos de Minas Gerais (Brasil) e Portugal

Painel 7 – E-Social, endividamento de servidores públicos e orientação para aposentadoria: os casos de Pernambuco, Santa Catarina e Distrito Federal

  1. Programa de orientação para aposentadoria do governo do Distrito Federal como estratégia de prevenção e promoção da saúde do servidor: relato de experiência
  2. A experiência de Pernambuco no processo de implantação do E-Social
  3. Pesquisa de diagnóstico: o endividamento de servidores públicos estaduais com empréstimos consignados e seus efeitos para o programa de cidadania financeira de Santa Catarina

Painel 8 – Propostas efetivas de ação compartilhada em gestão de pessoas, residência em gestão pública municipal e capacitação de servidores baseada em EAD

  1. O movimento do campo de públicas e a proposta de residências em gestão pública: uma alternativa para aumento das capacidades estatais dos municípios
  2. Educação à distância na rede estadual de escolas de governo do Ceará: percepção do contexto presente para projeção de ações futuras
  3. Cooperação federativa para capacitação de servidores públicos: a experiência do cotegep no estado do Pará

Painel 9 – Desenvolvimento e capacitação de servidores públicos: integrando práticas formais e informais

  1. O potencial uso de grupos formais de estudos na mobilização do conhecimento na administração pública: um estudo de caso
  2. Plano de desenvolvimento e capacitação dos servidores e empregados públicos do município de Fortaleza: estratégias e resultados em tempos de crise
  3. Trilhas de desenvolvimento – uma reflexão das ações de desenvolvimento informal dos servidores do estado de Minas Gerais GT 5 – casos de ensino em Administração Pública

Painel 10 – Estratégias e metodologias para promoção de mudanças em sistemas e processos de gestão de pessoas no Setor Público

  1. Aplicação de metodologia participativa para revisão do plano de cargos e salários de um banco público: vantagens, dificuldades e limitações
  2. Gestão de pessoas em rede: estratégia de articulação,troca de serviços, de experiências e de construção coletiva da política estadual de humanização da gestão pública
  3. Modernização da gestão pública: de cima para baixo ou de baixo para cima

Painel 11 – Governança inovadora nos estados

  1. Contratualizar resultados no setor público: histórico de implementação e a experiência no estado do Rio Grande do Norte
  2. Programa de aprendizagem para resultados do estado do Paraná
  3. Quebrando paradigmas na gestão de pessoas do Poder Judiciário cearense: gestão de competências, gestão de desempenho e o mérito na ascensão na carreira

Painel 12 – Estratégias bem sucedidas de execução e monitoramento de programas e projetos na administração direta: importância do reconhecimento dos riscos e da conciliação com as exigências legais para inovar

  1. A reinvenção do conceito de sala de situação para monitoramento do plano estadual de assistência social visando à consolidação de estratégias e o fortalecimento da gestão do trabalho socioassistencial
  2. A sistemática de execução de planos de negócios de organizações de produtores rurais financiados pelo projeto microbacias II: como garantir agilidade, adequação e qualidade no uso de recursos
  3. Inovação na gestão de convênios focados na redução de riscos sem o comprometimento das atividades fim: o caso da SMA e os projetos ambientais executados por produtores da agricultura familiar

Painel 13– Governança inovadora nos municípios

  1. Índice CFA de governança municipal
  2. Formulação e implantação do programa de monitoramento e avaliação da prefeitura municipal de Goiânia
  3. Gestão de custos de transação: o planejamento anual de compras da universidade estadual de Santa Cruz (UESC)

Painel 14 – Intersetorialidade em políticas públicas: a experiência do escritório de projetos especiais do governo do DF

  1. Promovendo a intersetorialidade em ações públicas: a experiência do escritório de projetos especiais do governo de Brasília
  2. A experiência de gestão do programa de desativação do aterro do jóquei no Distrito Federal
  3. Intersetorialidade e estruturas organizacionais na Administração Pública brasileira: uma breve discussão

Painel 15 – Gestão por resultados como estratégia de monitoramento da gestão

  1. As bases para um novo modelo de Administração Pública orientada para resultados: evolução dos paradigmas, novos princípios e dimensões operacionais de funcionamento
  2. O modelo de gestão por resultados na prefeitura municipal de Goiânia: a importância do contrato de resultados e da remuneração variável como fatores críticos de sucesso para implementação do programa
  3. O gerencialismo no ciclo das políticas públicas: o monitoramento no modelo integrado de gestão do estado de Pernambuco

Painel 16 – Inovação na gestão por resultados: as novas experiências

  1. O modelo de gestão para resultados do Distrito Federal
  2. Governança inovadora: o processo de implantação do painel de monitoramento do governo do Rio Grande do Norte
  3. Práticas e metodologias de gestão para resultados – análise de benchmarking

Painel 17 – Desafios na institucionalização das políticas de monitoramento: casos

  1. Sistema de gestão de estradas rurais: inovação na Administração Pública municipal em Lages, Santa Catarina
  2. Institucionalização do gabinete de governança e da gestão por resultados no município de Maceió
  3. Desafios na implantação de um escritório de projetos público em momento de crise: estudo de caso do RN

Painel 18 – Monitoramento de políticas publicas: casos

  1. Plano municipal de segurança pública para a cidade do Rio de Janeiro  
  2. Avaliação econômica da conversão de sistemas de irrigação no perímetro irrigado mandacaru em juazeiro, no estado da Bahia
  3. Políticas públicas de atenção básica à saúde e as desigualdades sociais em saúde no Brasil

Painel 19 – Planejamento e inovação nos governos: uma perspectiva

  1. O alinhamento estratégico da gestão administrativa frente ao novo plano de governo do Acre
  2. Gestão por resultados: incentivos à inovação da Administração Pública e efetividade dos resultados no estado do Ceará e no município de Fortaleza
  3. Usos e fronteiras da participação digital: as experiências das plataformas colaborativas da prefeitura de Niterói

Painel 20 – Avaliação de políticas publicas como política pública

  1. Sistema de avaliação da educação de Niterói (SAEN): uma política de avaliação institucional na educação básica
  2. Uma análise da estrutura espacial dos indicadores socioeconômicos: evidências sobre aspectos do índice de desenvolvimento humano, bolsa família e educação dos municípios alagoanos
  3. Matrículas, continuidade do ensino e despesas em educação das capitais ante o cenário de compressão dos gastos sociais: uma proposta de avaliação da política pública educacional no Brasil

Painel 21 – Modelos de escritórios de gerenciamento de projetos e coordenação de planejamento operacional

  1. Experiência com a construção de um modelo para o ciclo do planejamento integrado da Secretaria de Estado de Saúde do Distrito Federal (SES/DF)
  2. Agenda Curitiba 2030: análise e recomendações para garantir resultados em agendas de longo prazo
  3. Escritório de projetos – de prática adormecida à iniciativa inovadora: o caso da Secretaria de Estado e Gestão e Recursos Humanos

Painel 22 – Boas práticas de gestão no serviço público

  1. Análise executiva de resultados no direcionamento e accountability das estratégias de governo
  2. Rede de inovação no setor público – Inovagov: o desafio da disseminação da cultura de inovação no Setor Público
  3. A estruturação do monitoramento dos convênios federais pelo estado do Rio Grande do Sul: uma boa prática de gestão

Painel 23 – Inovação na gestão pública brasileira

  1. Tendências inovadoras de gestão nos governos subnacionais brasileiros
  2. Inovação no Setor Público Federal: relações entre capacidades, modelos, tipos e resultados de inovação
  3. Fomento à inovação no Setor Público: laboratórios, redes e dados abertos

Painel 24 – Democratização do Estado: participação e controle social nas políticas públicas brasileiras

  1. Os conselhos de consumidores de energia elétrica no Brasil e sua atuação na formulação democrática da regulação setorial
  2. A influência do Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional no orçamento da união
  3. Controle social, dever de informação e acesso aos documentos públicos: inconstitucionalidade do sigilo previsto na Lei Federal Nº 12.527/2011

Painel 25 – Participação social, novas tecnologias e construção de capacidades de governo

  1. Plataformas de e-democracia no Brasil: um retrato para gestores públicos
  2. Governança digital e coprodução nas conferências nacionais
  3. Caracterização da participação digital no planejamento urbano do município de São Paulo

Painel 26 – Auditoria e controle de políticas públicas

  1. As ações do observatório de licitações do TCM-CE: controle externo, controle social e acesso à informação
  2. Participação cidadã e controle social: o caso das auditorias cívicas na saúde do Distrito Federal
  3. Auditorias operacionais: uma análise da atuação do Tribunal de Contas do município de São Paulo

Painel 27 – Governo em rede: articulação de governos estaduais com municípios e sociedade civil nas políticas públicas

  1. As instituições e o uso das informações na avaliação das políticas públicas executadas em parceria com entidades sem fins lucrativos no estado de Minas Gerais
  2. Um modelo de governança para as iniciativas de educação infantil de Goiás – instrumento de alinhamento estratégico entre os entes municipais e estadual
  3. Aliança municipal pela competitividade: governança em rede, entre o estado de Goiás e seus municípios, em busca de resultados efetivos

Painel 28 – Governança, tecnologias sociais e inovação para o desenvolvimento

  1. O ciclo da inovação do estado de Minas Gerais: uma experiência de inovação aberta na gestão pública
  2. O programa Navegapará como indutor social
  3. Tecnologia social para gerar desenvolvimento multidimensional: prolegômenos do sistema integrado de desenvolvimento (SIDES)

Painel 29 – PPA (Planejamento Plurianual), participação social e monitoramento

  1. Institucionalização da avaliação de políticas públicas no governo do estado de Goiás: avanços e desafios
  2. A importância das secretarias de planejamento e gestão estratégica nos governos municipais para gestão por resultados, o caso de Angra dos Reis
  3. Participação social no PPA 2016-2019: limites e possibilidades da democratização do processo político-decisório no planejamento e orçamento governamental

Painel 30 – Inovação e criatividade no governo eletrônico: novas formas de produção de tecnologia no Setor Público

  1. A experiência de organizar um hackathon para solução de problemas públicos
  2. Governo eletrônico livre: um ambiente de soluções abertas e gratuitas com foco na gestão pública municipal
  3. Transparência das políticas públicas de renúncia fiscal: uma análise sob a ótica de dados abertos

Painel 31 – Gestão de documentos e informação: transformando processos na Administração Pública

  1. Os benefícios da solução de GED (gerenciamento eletrônico de processos e documentos) na modernização do processo de licitação e compras governamentais no estado de Sergipe
  2. A implantação do sistema eletrônico de informações na Administração Pública do Distrito Federal: gestão estratégica inovadora de governo digital e atuação colaborativa

Painel 32 – Internet como instrumento de transparência nos governos de estados e municípios

  1. Índice de transparência municipal: um estudo nos municípios do estado do Ceará
  2. O estado da transparência digital de portais eletrônicos: um instrumento de auxílio à gestão pública
  3. Modernização e ampliação do portal da transparência do Espírito Santo: pensado pelo cidadão para o cidadão

Painel 33 – Aplicações de governo eletrônico na melhoria do relacionamento entre estado e cidadãos

  1. Mobile government: uma análise dos aplicativos estaduais como uma nova forma para melhorar o relacionamento entre os cidadãos e os governos
  2. Guia de serviços do governo de Alagoas – transparência e proximidade através da catalogação a oferta de informações sobre serviços e unidades de atendimento
  3. Sistema ouvidor SUS: análise do relatório gerencial da rede municipal de São Paulo

Painel 34 – Organizações sociais e serviços sociais autônomos: a emergência de modelos flexíveis

  1. A agência brasileira de desenvolvimento industrial: os desafios de um serviço social autônomo no fomento e implementação de políticas públicas federais
  2. Publicações nacionais sobre a gestão por organizações sociais nas unidades de saúde
  3. Instituto Odeon e o contrato de gestão do museu de arte do Rio (MAR): reflexões e análise crítica da agenda de desenvolvimento do modelo de organizações sociais

Painel 35 – Arranjos interfederativos: nova institucionalidade

  1. Mecanismos de mobilização para o regime de colaboração: caminhos para a gestão colaborativa da educação
  2. Inspiração pernambucana para novos arranjos institucionais: adoção de parceria público-privada voluntária como alternativa para contratação, construção e operação de redes ópticas avançadas para pesquisa e educação
  3. Arranjo colaborativo entre estado e municípios em políticas de saneamento básico: o caso da Parceria Público Privada para gestão de resíduos sólidos urbanos de Minas Gerais

Painel 36 – Reorganização para a inovação

  1. Rede de incubadoras de empresas na região amazônica: desenvolvimento e empreendedorismo local no estado de Rondônia
  2. Desafios da implantação de laboratório de inovação em governo: o caso do estado do Espírito Santo
  3. Design thinking – uma forma de redesenhar serviços públicos com foco no cidadão
  4. A IMPORTÂNCIA DA LOGÍSTICA REVERSA NA DESTINAÇÃO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS NO MUNICÍPIO DE ARACAJU

Painel 37 – Organização para a gestão de políticas públicas

  1. O programa de gestão regional da saúde no Distrito Federal
  2. A reforma administrativa do governo municipal de Angra dos Reis, gestão 2017-2020, solidez, continuidade e fortalecimento da gestão pública
  3. O instituto hospital de base do Distrito Federal – um novo paradigma de saúde para o Distrito Federal e o Brasil
  4. A importância da logística reversa na destinação dos resíduos sólidos no município de Aracaju.

Painel 38 – Discussões sobre experiências de parcerias: novas perspectivas

  1. Gestão pública, organizações sociais e mecanismos de controle social: um raio-x do hospital de urgências de Goiânia
  2. Experiência do alinhamento dos instrumentos de planejamento como um formato organizacional para a qualificação do sistema de saúde pública no Distrito Federal
  3. Partidos de esquerda e organizações sociais no Brasil: o caso do estado da Bahia

Painel 39 – Descentralizacão e parcerias: OS, OSCIPS e formatos inovadores

  1. Parcerias com OSCIPS em MG: uma análise retrospectiva e propositiva
  2. As organizações sociais e a apropriação do saldo remanescente: há controle a posteriori?
  3. Comparação entre o setor público e o terceiro setor na prestação de serviços sociais: eficiência econômica e qualidade

Painel 40 – Modernização do macroprocesso de compras governamentais do estado de Mato Grosso do Sul

  1. Catálogo de materiais e serviços de Mato Grosso do Sul
  2. E-fornecedor: facilidades no cadastro para fornecedores e servidores
  3. Plano de compras: planejamentos anuais para gestão

Painel 41 – Governança e gestão de contratações

  1. O cenário atual das alianças público-privadas no Brasil
  2. Desafios e perspectivas para a comparação do desempenho de compras dos estados e suas boas práticas: a proposta de um meta-modelo de avaliação
  3. Modelos de governança no Setor Público para modelagem e execução de projetos de APP – o caso da São Paulo Negócios

Painel 42 – Gestão de custos e de patrimônio num contexto de ajuste fiscal

  1. Eficiência na gestão do patrimônio imobiliário público de Pernambuco: as alternativas encontradas para a redução de gastos e obtenção de receitas patrimoniais
  2. Sistema de custos: um diagnóstico da implantação nas forças armadas brasileiras
  3. Gestão de bens patrimoniais em contexto de crise: o patrimônio como parte da solução

Painel 43 – Estados, municípios e os desafios da sustentabilidade financeira

  1. Federalismo fiscal: transferências voluntárias do estado de Minas Gerais para seus municípios
  2. Involução financeira e políticas públicas de criação de novos municípios
  3. Um estudo comparado da evolução de finanças públicas estaduais no quinquênio 2012-2016: explorando diferentes trajetórias de déficit fiscal nos estados e no Distrito Federal

Painel 44 – Gastos sociais e previdenciários nos estados e municípios: tendências e perspectivas

  1. Coordenação de políticas públicas: governança do orçamento para projetos sociais em tempos de crise. O equilíbrio fiscal e o controle de gastos no contexto dos programas de transferência de renda
  2. Apuração do resultado atuarial dos regimes próprios de previdência social municipais cearenses, à luz dos registros encaminhados ao Ministério da Previdência, em confronto com os cálculos atuariais elaborados na pesquisa, a partir dos registros contidos no Tribunal de Contas dos municípios do estado do Ceará
  3. A manutenção do Sistema Previdenciário afeta a sustentabilidade fiscal do governo? Um estudo de caso do governo do estado do Ceará

Painel 45 – Inovações em tecnologias e gestão das compras públicas

  1. Gestão de custos de transação: o planejamento anual de compras da universidade estadual de Santa Cruz (UESC)
  2. A importância da padronização do catálogo na qualidade das compras
  3. Principais avanços da central de licitações do estado de Pernambuco: redução de prazos, especialização de competências e maior segurança jurídica nos processos de aquisições e contratações públicas

Painel 46 – Políticas de compras governamentais como incentivo ao desenvolvimento local

  1. Mais acesso às compras governamentais – priorizando os pequenos negócios através da aplicação dos benefícios do estatuto nacional da micro e pequena empresa
  2. Gestão de compras governamentais municipais: um caso para ensino em estratégia e política pública
  3. O sistema de registro de preços com favorecimento à micro empresas e empresas de pequeno porte: implementação do decreto 56.144/2015 na prefeitura municipal de São Paulo

Painel 47 – Novos modelos e metodologias em logística e contratação de serviços

  1. Desvendando os cálculos do BDI: uma abordagem mais próxima ao mercado de serviços para a redução de custos orçamentários contribuindo para o ajuste fiscal
  2. Transformação da política de assistência farmacêutica a partir do novo modelo de aquisição e distribuição de medicamentos, conduzido pelo estado de Minas Gerais em parceria com os municípios mineiros
  3. Atendimento eficiente da rede educacional: a implantação do novo modelo logístico de Pernambuco

Painel 48 – Aplicações de tecnologia para a transformação da gestão dos transportes na Administração Pública

  1. Táxigov: inovação no serviço de mobilidade de servidores como modelo de centro de serviços compartilhados no Governo Federal
  2. Inteligência de compras na contratação de insumos de transportes logísticos
  3. Aplicativos de celular para transporte de funcionários no Setor Público – uma alternativa

Painel 49 – Finanças públicas nos municípios: experiências e trajetórias de ajuste

  1. Repensando a efetividade das medidas de ajuste fiscal: o caso do plano Niterói mais resiliente e a sua relação com os stakeholders
  2. A renovação de quadros na Administração Pública e sustentabilidade fiscal: a realidade da prefeitura municipal de Fortaleza
  3. Finanças públicas das capitais brasileiras no período 2008-2015: uma análise comparativa sob a ótica dos dispositivos legais e de indicadores de realização